BLOG Transferência de cotas: tudo o que você precisa saber para passar o seu consórcio para outra pessoa

Transferência de cotas: tudo o que você precisa saber para passar o seu consórcio para outra pessoa

O consórcio é uma ótima alternativa para aqueles que desejam adquirir bens e serviços de forma descomplicada e sem juros exorbitantes. Por isso, há cada vez mais adeptos a esse sistema que busca contemplar todos os participantes de um grupo sem burocracia.

Apesar dessas vantagens e facilidades, muitas vezes, por motivos diversos, o consorciado pode querer ou precisar transferir a sua cota para outra pessoa. E isso é permitido pela maioria das administradoras, que também podem ajudar no processo de transferência.

Pensando em esclarecer algumas dúvidas, reunimos informações importantes sobre a transferência de cotas. Confira nesse artigo tudo o que você precisa saber para passar o seu consórcio para outra pessoa:

O Contrato

Antes de mais nada, o consorciado que deseja transferir a sua cota deve ler atentamente o contrato. É nele que constará se o indivíduo pode ou não realizar esse tipo de operação e quais as condições para fazer isso.

Normalmente, a transferência de consórcio é permitida tanto para cotas contempladas quanto para as não contempladas. Porém, tudo vai depender das regras de cada administradora, que pode analisar a capacidade financeira do novo titular e, em alguns casos, solicitar garantias.

Por isso, é preciso conhecer detalhadamente tudo o que diz o contrato de adesão sobre o processo de transferência. Só assim é possível dar início a uma transferência segura e sem dor de cabeça para os interessados.

A venda do consórcio

A pessoa que transfere sua cota juntamente com as condições contratuais para outra pessoa, geralmente, procura uma compensação financeira, afinal, diversas parcelas já foram pagas. Por isso, a venda do consórcio pode ser feita diretamente pelo consorciado ou através de empresas especializadas no assunto que dão a garantia de um bom negócio para todos os envolvidos.

Procedimentos para a transferência

Para iniciar o processo de transferência do consórcio é preciso solicitar à administradora o termo de transferência padrão da empresa e nele informar os dados da cota, do cedente de do cessionário do contrato. Junto a esse termo devem ser anexados os documentos do comprador e do vendedor exigidos pela administradora.

Feito isso, o termo de transferência deve ser assinado. Esse contrato será apresentado à administradora após as firmas serem reconhecidas. Então, a administradora irá analisar o cadastro do comprador do consórcio e, caso aprovado, já é possível efetivar a transferência (que inclui um pagamento de taxa que varia de acordo com cada administradora).

Documentação para a transferência

O tipo de documentação exigida para a transferência vai variar de acordo com a situação da cota (se é contemplada ou não, se há um bem ou não) e de acordo com cada administradora.

No geral, os documentos obrigatórios de pessoas físicas para realizar o processo são Documentos de Identificação, CPF, Comprovante de Estado Civil, Comprovante de Endereço e Comprovante de Renda.

Documentos comprobatórios também podem ser exigidos para assalariados, aposentados ou pensionistas, autônomos, sócios ou acionistas de empresas, produtores rurais e locadores de imóveis.

No caso de pessoas jurídicas, podem ser exigidos CNPJ, Contrato Social, Estatuto Social, Documentos de Identificação e CPF dos Sócios/acionistas, Certidão Conjunta Negativa de Débitos, CRF - Certidão de Regularidade do FGTS, Comprovante de Endereço, Comprovante de Faturamento, entre outros.



Quaisquer dúvidas estaremos a sua disposição para esclarecê-las.

Compramos cotas mesmo em atraso.

Contato

Rua João Rudge, 116 - São Paulo - SP

Tel.: 11 3856.8108 / 11 94386.1507

E-mail: vendas@soconsorcio.com.br

Horário: Seg - Sex: 9:00 às 18:00


Copyright © Só Consórcio 2018

Tel.: 11 3856-8108 / 11 94386.1507
Rua João Rudge, 116 - São Paulo - SP